quarta-feira, 4 de outubro de 2006

À 5ª Jornada da Liga BWIN.COM 2006/2007, o DESPORTIVO DAS AVES, ocupa a 15ª e penúltima posição da tabela classificativa, com 2 pontos.

“O nosso campeonato ainda não começou”, é o pensamento do Professor convicto que “ a equipa ficará acima do 14º lugar”. Se é certo que o nosso campeonato ainda não começou, o que é certo é que já lá vai 1/3 da 1ª volta e vitórias nem vê-las. Certo também que os adversários foram muito complicados. Mas estará a qualidade exibicional da equipa à altura do desafio? Aqui fica um rescaldo do início de época.

O campeonato começou bem. Os primeiros 30 minutos do jogo em Aveiro, frente ao BEIRA-MAR, deixaram qualquer um de nós perto de um ataque de euforia (se é que não o tivemos). Futebol simples na defensiva, transições rápidas para o ataque e muita velocidade na frente, que nos trouxeram um golo e muitas ocasiões. Resultado injusto, mas feliz, 2-2… O Aves esteve a perder, mas chegou ao empate já no final do jogo. Um início muito bom. Um pontinho fora de casa foi óptimo. Mas bem que podia ter calhado a vitória, não fosse a expulsão (muito rigorosa) de Sérgio Carvalho.

Expectativas elevadas, então, para a recepção ao europeu Sp. Braga. Um jogo equilibrado, em que nenhuma das equipas se mostrou superior e onde o Braga teve a felicidade de chegar ao golo, depois do Aves já ter enviado uma bola à trave, num livre directo cobrado por Jóci. Os arsenalistas limitaram-se a gerir o resultado frente a um Aves que demonstrou logo o seu pouco potencial ofensivo. Vendo-se a perder não foi capaz de “assaltar” o meio campo adversário.

Deslocação à Madeira, para defrontar o Marítimo. Um jogo em que o Aves criou as melhores oportunidades de golo, mesmo jogando com 10 desde muito cedo, após expulsão de Rui Faria, ainda nos primeiros 25 minutos. Um bom jogo do Aves, que usou o contra-ataque para criar calafrios na defensiva madeirense. Mais um ponto fora de casa! O 0-0 foi aceitável, pois o Marítimo foi claramente inofensivo, mesmo jogando com mais elementos.

Na semana passada, o primeiro grande jogo em Vila das Aves, depois do AVES 4-4 BENFICA de 2001. AVES – Sporting. Grande jogo em perspectiva. Mas claro, já sabíamos, à partida, que era um duelo desequilibrado. O Sporting vinha de uma grande vitória para a CHAMPIONS (ao INTER) e aproveitou o lanço para regressar às vitórias, depois do jogo com o Paços (que incrivelmente continua, ano após ano, a gozar de uma simpatia extrema com as equipas de arbitragem – digo isto para não ser mais directo ainda). O Aves cometeu dois erros fatais… Musse esteve infeliz na estreia e fez uma má exibição. Voltamos a criar poucos mas bons lances de golo. Freddy, na sua estreia a titular, acertou, de cabeça, no poste de Ricardo. Seria o empate… Mas não foi. 2-0 foi o resultado final, carimbado por Marco Caneira, após fífia do guardião avense.

Agora, Estádio da Luz. Outra derrota, esta a mais expressiva da época. Depois de uma derrota por um golo (Braga), dois golos (Sporting), agora três golos (Benfica). 4-1 foi o resultado final. Mesmo assim, 1-1 ao intervalo! O Aves aproveitou o frango de Quim para assustar todo o Estádio da Luz. No entanto a defensiva avense, no segundo tempo, e apesar de numerosa, mostrou-se muito permeável… 3 golos em 45 minutos é muito golo. Resultado pesado e excessivo, mas é certo que o Aves, na segunda parte, não deu imagem de uma equipa consistente. Poucas foram as jogadas de princípio, meio e fim. Mas não se esqueça… o adversário era o poderoso Benfica, comandado pelo maestro, Rui Costa (que agora agravou a lesão… mais valia não ter jogado).

Resumindo… Em 5 jogos, com estes adversários, 2 pontos não é necessariamente mau. Não é. Mau era não ter pontuado ainda. Mas já lá vão 2 pontos fora de casa, METADE do que conseguimos em 2000/2001. 2 empates frente a adversários de “meio da tabela para baixo”. 3 derrotas frente a… 3 candidatos! Verdade? Claro que a época que referi não é um grande exemplo, mas em 3 jogos fora, 2 empates, é claramente positivo.

A qualidade de jogo tem deixado algo a desejar, e as opções do Prof. Neca têm deixado muita gente irritada. Mas não nos esqueçamos quem nos trouxe para onde estamos… 3 vezes. Também discordo de algumas opções técnicas neste início de época. Custa-me perceber o desaparecimento de Jociválter, mas talvez seja uma opção fora do baralho frente a adversários mais poderosos. Talvez agora, com o regresso aos jogos “do nosso campeonato”, o Professor faça alinhar o nosso número 10, o homem mais tecnicista da equipa. A equipa precisa dele. Mas aceito as decisões do “professor”! Falta muito campeonato…

Na próxima jornada teremos uma oportunidade de ouro para conquistar os primeiros três pontos. O Vitória de Setúbal foi a primeira equipa a sofrer uma “chicotada psicológica” nesta época (não contando com a rescisão de Co Adrianse), e parece, sinceramente, estar ao alcance do Desportivo. Tem de estar!

O Aves terá de ser mais forte e mais inteligente. E que a sorte do jogo esteja, finalmente do nosso lado, como ainda não esteve esta época. (e chega de bolas ao poste…). Eu lá estarei, mais uma vez… porque ACREDITO! Jogue A ou B, joguemos com 10 ou 2 defesas… Joguemos para ganhar ou para não perder. Seja às 16H de Domingo, seja ás 21:15 de Segunda-Feira. De adeptos (só) de café, o Aves não precisa!...

FORÇA AVES!
EU ACREDITO, NÓS ACREDITAMOS!
100% AVENSES!

WWW.DESPORTIVODASAVES.BLOGSPOT.COM

(espero comentarios!)

2 Comments:

  1. ltr4mbvv26pvfc said...
    hey, I just got a free $500.00 Gift Card. you can redeem yours at Abercrombie & Fitch All you have to do to get yours is Click Here to get a $500 free gift card for your backtoschool wardrobe
    Pintas said...
    Eu acredito! Detesto comentários derrotistas (acho que esta palavra existe...)

Post a Comment