segunda-feira, 30 de abril de 2007

A presença da Força Avense na Figueira da Foz teve direito a destaque o MEGAFONE. Cerca de 100 elementos fizeram a festa no estádio da Naval. A Força bem merece, pelo apoio exemplar que tem dado ao nosso Desportivo!


No dia 30 de Abril de 2006 disputou-se a 33ª Jornada da Liga de Honra, onde o Aves venceu por 2-0 o Marco. Beneficiando do empate do Leixões em Gondomar, o Aves fez a festa da subida ao escalão máximo do futebol português, pela terceira vez na sua história. Para sempre nas nossas memórias, uma das maiores alegrias que o nosso Desportivo já nos deu!




Ligações:
BLOG - "Superliga Allez!"
BLOG - Fotos do Jogo Aves 2-0 Marco

domingo, 29 de abril de 2007



"Um golo solitário de Jorge Ribeiro, apontado ao minuto 56, garantiu este domingo ao Desportivo das Aves um precioso triunfo sobre a Naval, que lhe permite a fuga imediata aos lugares de despromoção da Liga portuguesa, à 27.ª jornada da Liga. Face à derrota do Beira-Mar frente ao Belenenses e ao empate cedido pelo Vitória de Setúbal frente ao Marítimo, a turma comandada por Neca ascendeu ao 14.º lugar e pode encarar agora as três jornadas até ao final da competição com outro estado de espírito." - SPORTUGAL

"O Desp. Aves não se rende e continua a provar que a luta pela manutenção irá prolongar-se, muito provavelmente, até à última jornada. Á boa maneira portuguesa, a turma do prof. Neca está a deixar tudo para o fim. Não deixa de ser curioso que uma equipa que nunca tinha vencido fora esta época tenha conseguido dois triunfos extramuros nas duas última deslocações, a última das quais, esta tarde, na Figueira da Foz, graças a um golo solitário de Jorge Ribeiro." - MAISFUTEBOL

"
A quantidade de observadores que se deslocaram ao Estádio José Bento Pessoa para assistir a este desafio entre a Naval e o Desp. Aves (Benfica, FC Porto, Académica, U. Leiria, Besiktas, Real Sociedad, Celta de Vigo, só para mencionar alguns) podia indiciar que poderíamos estar perante um espectáculo digno de registo. Nada disso. No caso do Desp. Aves, a aposta no pragmatismo em detrimento da estética ainda se compreende, já no caso da equipa da casa, em tarde de (re)estreia de treinador no banco e já sem objectivos prioritários em mira, esperava-se mais qualquer coisa. E já lá vão quase cinco meses sem uma vitória enquanto visitante, quando só falta um jogo para evitar uma segunda volta inteira de jejum." - MAISFUTEBOL

"
Neca tem vindo a reclamar da falta de sorte que tem perseguido a sua equipa, mas ontem não se pode queixar. No único remate que a sua equipa fez à baliza da Naval na segunda parte conseguiu um golo que poderá vir a revelar-se decisivo na fuga à despromoção. A Naval só se pode queixar da sua ineficácia ofensiva, uma vez que sem fazer um jogo de arregalar o olho teve oportunidades suficientes para conseguir outro resultado." - OJOGO

"Foi uma jornada quase perfeita para o Aves. O Beira-Mar perdeu, o Setúbal empatou, os avenses emergiram para o 16º lugar, aquele que terão de manter se quiserem continuar na divisão principal, e tiveram a ajuda dos deuses na deslocação à Figueira da Foz. Mas não foi fácil. A equipa de Neca entrou demasiado retraída para quem só a vitória interessava e, também, a jogar com menos um. A aposta em Jocivalter revelou-se uma desgraça – emendada aos 28’ – e a apatia demonstrada – ou seria nervosismo? - quase ia sendo fatal." - OJOGO


«A equipa está em crescendo e não tenho dúvidas de que, caso a Liga tivesse mais seis ou sete jornadas, o Desp. Aves iria conseguir manter-se de certeza absoluta. Vamos procurar vencer, jogo a jogo, tentando dar o máximo. Já Camões dizia: é uma fraqueza abandonar aquilo que se começou. Ora, nas Aves não há fraquezas. Há força, capacidade e competência. Eu sei viver perfeitamente debaixo de água. Estou habituado. Nas Maldivas, por exemplo, aconteceu-me muito.» - PROF. NECA

«Tenho consciência da importância do golo, mas prefiro destacar o grupo que o Desp. Aves tem. Trabalhamos durante a semana, humildemente, para conseguir vencer os jogos e, felizmente, estamos a conseguí-lo. Temos de continuar assim. Penso que se ganharmos ao U. Leiria, estamos safos.» - JORGE RIBEIRO


"
O Desportivo das Aves conseguiu esta tarde três importantes pontos na luta para fugir à despromoção, ao venceu a Naval 1º de Maio, por 1-0, beneficiando também do deslize do Vitória de Setúbal que esta tarde empatou em casa com o Marítimo (1-1)." - PÚBLICO

"O Desportivo das Aves alcançou esta tarde uma preciosa vitória ao vencer no campo da Naval, por 1-0, golo de Jorge Ribeiro. Este resultado faz com que a equipa de Neca esteja fora dos lugares de despromoção, quando ainda decorre a 27.ª jornada da Liga portuguesa." - ABOLA


Ligações:
ABOLA - Edição do Dia
ABOLA - "Liga: Aves fora dos lugares de despromoção"
OJOGO - "Afinal a sorte sempre surgiu"
OJOGO - O Árbitro
OJOGO - O Momento (56', 0-1)
OJOGO - A Figura (Sérgio Nunes)
OJOGO - Lances-Chave
OJOGO - O Aves um a um
OJOGO - Reacção do Prof. Neca
OJOGO - "A estreia de Diego Martins"
RECORD - Jogo ao minuto
MAISFUTEBOL - Crónica
MAISFUTEBOL - Ficha do Jogo
MAISFUTEBOL - Destaques
MAISFUTEBOL - Reacções dos Treinadores
MAISFUTEBOL - «Se ganharmos ao Leiria estamos safos»
SPORTUGAL - "Golo de Jorge Ribeiro faz sonhar o Aves"
PÚBLICO - "Aves aproveita deslize do Setúbal para sair da zona de despromoção"

Naval 0-1 C.D. AVES
(Jorge Ribeiro, 56')
O Aves venceu hoje na Figueira da Foz e continua a surpreender muita gente. O Desportivo voltou a vencer fora de casa (segunda vitória consecutiva) com um golo solitário de Jorge Ribeiro e deixou a zona de despromoção (onde se tinha afundado na 4ª jornada). Aproveitando a derrota do Beira-Mar (ontem) e o empate do Setúbal (1-1 frente ao Marítimo), o Aves salta para o 14º lugar e está agora bem posicionado para garantir a manutenção (pelo menos melhor que Beira-Mar e Setúbal). Mais um passo rumo à manutenção! O Aves está forte! EU ACREDITO (e sempre acreditei) - pergunto agora onde estão aqueles que já nos condenavam.
Ainda não conseguimos nada, mas estamos mais perto de conseguir tudo o que queremos: a manutenção! FORÇA AVES!!!

Naval 1º de Maio - C.D. AVES
27ª Jornada, 29 de Abril às 16:00



Nos últimos quatro confrontos do Desportivo no Estádio Municipal da Figueira da Foz o Aves venceu três partidas. Um dado intressante para lançar o jogo de hoje, onde o Aves precisa de ganhar e esperar por um mau resultado do Setúbal (que recebe o Marítimo à mesma hora). Continua tudo em aberto para a manutenção e o Aves não pode facilitar. FORÇA AVES!

Equipa Provável: Nuno, Sérgio Carvalho, Sérgio Nunes, William, Pedro Geraldo, Filipe Anunciação, Anilton Júnior, Jorge Ribeiro, Moreira, Jociválter e Paulo Sérgio
Outros Convocados: Mota, Vítor Manuel, Diego Martins, Leandro, Hernâni, Diego Gama e Octávio.

sábado, 28 de abril de 2007

Diego Gama entrou na convocatória do Aves, ocupando o lugar deixado em aberto pelo castigado Mércio. Artur Futre, que curiosamente marcou um golo à Naval, na primeira volta, continua de fora. Aqui fica a lista de convocados:

Guarda-redes: Nuno e Mota; Defesas: William, Sérgio Carvalho, Sérgio Nunes, Pedro Geraldo e Anilton Júnior; Médios: Vítor Manuel, Diego Martins, Filipe Anunciação, Jocivalter, Jorge Ribeiro e Leandro; Avançados: Hernâni, Paulo Sérgio, Diego Gama, Moreira e Octávio.



Prof. Neca ao Jornal OJOGO:
  • "Temos de continuar a fazer aquilo que vimos fazendo bem, ou seja, continuar a praticar um bom futebol, sempre na perspectiva de as exibições renderem pontos. Tem havido da nossa parte bons momentos e a equipa está, de facto, bem."
  • "O adversário é muito difícil e tem uma equipa boa. E quando sucedem alterações do género, os jogadores quase sempre se agigantam" [em relação à mudança de técnico]
  • "Saímos desse jogo com o sentimento do dever cumprido. Já ganhámos fora e podemos repetir o feito, com toda a naturalidade. É importante que a equipa continue a raciocinar. A emoção não pode trair a razão, ainda que acredite que a equipa é imune à pressão. Temos tudo a ganhar e nada a perder. O percurso continuará a ser percorrido de forma segura e serena" [sobre o jogo com o Paços]

Ligações:
RECORD -
"Diego Gama no lugar de Mércio"
RECORD - "Vídeo preparou a batalha"
OJOGO - "Neca: «Que a emoção não traia a razão»"

sexta-feira, 27 de abril de 2007

Paulo Sérgio está a cem por cento para a deslocação à Figueira da Foz. Anilton Júnior parece ser o escolhido pelo Prof. Neca para actuar no meio campo - no lugar de Mércio. Sendo assim William regressará ao onze, para jogar ao lado de Sérgio Nunes.


William deve regressar ao onze titular

"Anilton Júnior deverá ser o escolhido por Neca para fazer dupla no meio-campo com Filipe Anunciação no jogo com a Naval, opção que deverá devolver a titularidade a William no eixo da defesa. Tudo porque o treinador não poderá contar com Mércio, em virtude de este ter visto o quinto amarelo no encontro com o Paços de Ferreira. Paulo Sérgio treinou sem limitações, enquanto Marcelo Henrique só não fez a parte final da sessão de trabalho, preenchida por uma peladinha em praticamente todo o campo. O brasileiro, que até essa altura tinha treinado com os companheiros, efectuou corrida em redor do relvado. Fora das contas de Neca para esta recta final da época estão Nené, com um princípio de pubalgia e uma infecção pulmonar, bem como o guarda-redes Rui Faria – operado ao escafóide da mão esquerda – e o avançado Xano, em fase de recuperação de uma operação ao joelho. O guarda-redes Zé Eduardo, a contas com problemas no tendão de Aquiles, só efectuou a parte inicial do treino, fazendo depois tratamento." - OJOGO

"
Depois de ter-se treinado de modo condicionado por precaução nos primeiros dias da semana, o avançado Paulo Sérgio já participou nos trabalhos de ontem sem qualquer limitação física e está disponível para jogar frente à Naval. Em circunstâncias idênticas, muito embora esteja a treinar-se regulamente há dois dias, encontra-se o médio Moreira, cuja disponibilidade física está dentro dos parâmetros que a competição exige." - RECORD

Ligações:
OJOGO - "Anilton Júnior rende Mércio"
RECORD - "Paulo Sérgio operacional"
Foto: Miguel Ângelo Pereira

quinta-feira, 26 de abril de 2007

aqui fica a sugestão:

O Avançado Moreira está apto para a deslocação à Figueira da Foz. Já o extremo Paulo Sérgio, emprestado pelo Sporting, será hoje reavaliado, mas tudo aponta para que seja opção para o jogo da 27ª Jornada.


"Confiantes na concretização do objectivo da permanência, os profissionais do Aves preparam o assalto à Naval e nesta altura só uma palavra consta do seu dicionário: ganhar. Um objectivo único para o qual são necessários argumentos, que podem ser encontrados na recuperação atempada dos atacantes avenses. Moreira treinou ontem sem limitações, o que significa que está restabelecido da mazela sofrida no decorrer do jogo com o Paços de Ferreira – que o obrigou a fazer trabalho de ginásio no início da semana –, e apto a defrontar a Naval. Já Paulo Sérgio, que também saiu magoado do referido encontro e voltou a fazer ontem treino condicionado, vai ser hoje reavaliado. Em princípio, recuperará para a Figueira da Foz." - OJOGO

"Paulo Sérgio voltou a treinar com limitações, mas tudo aponta que esteja apto para o jogo com a Naval. O avançado subiu ao relvado mas não participou na maioria dos exercícios, ainda que tenha tido contacto com bola. Neca preferiu poupá-lo do esforço diário de forma a poder contar com o seu contributo no fim-de-semana, embora esteja previsto que Paulo Sérgio possa trabalhar sem restrições já hoje. O médio Moreira, alvo também de um processo de gestão de esforço, regressou ontem ao relvado após ter sido poupado no treino da véspera, trabalhando sem qualquer limitação. O médio está, assim, disponível para a deslocação à Figueira da Foz. Registo ainda para o facto de Marcelo Henrique ter integrado praticamente todo o treino, sendo apenas poupado nos minijogos finais. Por outro lado, tal como o previsto, o guardião Zé Eduardo já trabalhou sem limitações." - RECORD

Ligações:
OJOGO - "Moreira está apto"
RECORD - "Gestão de Lesões"
Foto: Miguel Ângelo Pereira

quarta-feira, 25 de abril de 2007

"O estratega Moreira, com queixas após o jogo com o Paços de Ferreira, fez apenas trabalho de ginásio na abertura da semana, mas, à partida, é um jogador recuperável para a deslocação à Figueira da Foz, para o embate com a Naval. O avançado Paulo Sérgio, também ele a ressentir-se de um pequeno "toque" sofrido no último jogo, fez treino de recuperação, mas o professor Neca conta com ele para a batalha que se segue. A única baixa, e por castigo, é o médio Mércio. O guarda-redes Zé Eduardo também não subiu ao relvado e Rui Faria e Nené continuam impedidos de treinar. Ainda que fora das cogitações para o que segue, Xano e Marcelo Henrique fizeram corrida, também com bola e vários outros exercícios." - OJOGO

"O médio Moreira não participou na sessão de treino de ontem por precaução e ficou limitado a trabalho no ginásio devido a uma mialgia de esforço. O avançado Paulo Sérgio, que ainda realizou alguns exercícios físicos no relvado, e o guardião Zé Eduardo, em virtude de um problema num tendão de Aquiles, ficaram remetidos ao ginásio. Hoje está previsto o regresso sem limitações de Marcelo Henrique após uma ausência de três semanas devido a uma entorse no joelho direito." - RECORD



Ligações:

OJOGO - "Moreira ficou pelo ginásio"
RECORD - "Moreira parou por precaução"
Foto: Miguel Ângelo Pereira

terça-feira, 24 de abril de 2007

O Árbitro da A.F. de Castelo Branco, Carlos Xistra vai arbitrar o jogo do Aves da 27ª Jornada. O juíz de 33 anos arbitrou esta época os seguintes jogos:
11ª Jornada: Paços 2-0 Aves
16ª Jornada: Aves 0-0 Beira-Mar
19ª Jornada: Sporting 0-0 Aves



A título de curiosidade, refira-se também que na época anterior arbitrou a derrota do Aves (algo contestada) em Aveiro. Entretanto, a Naval 1º de Maio despediu hoje o seu treinador, Mariano Barreto, que apenas venceu 2 dos 12 jogos que disputou. Na hora da saída, o técnico disse que não cede a «pressões por parte de empresários». Fernando Mira volta a assumir o comando da equipa da Figueira da Foz.

O médio-centro Mércio vai falhar a próxima jornada, depois de no último jogo ter recebido o décimo cartão amarelo da temporada. Com Nené ainda a recuperar de uma infecção pulmonar, Vítor Manuel e Diego Martins espreitam um lugar no onze. Jorge Ribeiro, o médio português contratado ao Dínamo de Moscovo tem alguns clubes europeus interessados.



"Por ter visto o décimo cartão amarelo, o médio defensivo Mércio, falhará a deslocação à Figueira da Foz, obrigando o técnico do Aves a mexer na equipa ao cabo de três semanas. O treinador tem por onde escolher, ainda que o figurino da equipa não sofra alteração. Para além de Mércio, também Rui Faria, Marcelo Henrique, Nené e Xano estão fora de combate, todos estes por incapacidade física." - OJOGO

"Depois de ter utilizado o mesmo onze nos últimos três jogos, facto inédito nas Aves esta temporada, o técnico Neca será obrigado a promover alterações na equipa que, no domingo, vai defrontar a Naval. Mércio completou mais uma série de cinco cartões amarelos e terá de cumprir castigo, pelo que Neca vai escalar um novo elemento para o meio-campo. Nené é o natural substituto do brasileiro, mas uma infecção pulmonar afasta-o da competição nas próximas duas semanas. Neca deverá optar entre Vítor Manuel e Diego Martins, mas o português leva vantagem, já que o reforço brasileiro ainda não jogou esta temporada." - RECORD



"Jorge Ribeiro deverá voltar a emigrar na próxima época, pois dificilmente resistirá a algumas propostas que lhe têm chegado, estando actualmente a estudar as de Standard de Liège e Panathinaikos. Tanto os belgas como os gregos já fizeram várias observações ao esquerdino do Aves e a última decidiu ambos os clubes, que iniciaram negociações com o empresário Jorge Mendes. O Brugges, que também o observou, terá perdido a corrida pelo internacional português, que assinou no passado mês Janeiro pelo Aves, mas apenas até ao final da época, depois de se ter desvinculado do Dínamo de Moscovo." - OJOGO

Ligações:
OJOGO - "Mércio falha Naval"
OJOGO - "Standard e Panathinaikos negoceiam Jorge Ribeiro"
RECORD - "Meio-campo com vaga"

segunda-feira, 23 de abril de 2007


Resultados:
Beira-Mar 0-1 Académica
Braga 0-0 V. Setúbal


Se na semana passada o Aves ganhou e desceu à última posição, nesta semana perdeu e subiu ao 15º lugar, entregando a lanterna vermelha ao Beira-Mar que perdeu em casa com a Académica. A equipa de Coimbra deu um passo de gigante rumo à manutenção, pois já tem 6 pontos de vantagem sobre Aves e Beira-Mar, os dois últimos classificados. Este triunfo acabou por surpreender muitos dos que condenavam a briosa à descida de divisão... Já o Beira-Mar complicou as suas contas e voltou a desiludir, depois de alguns jogos de boa qualidade. O Vitória de Setúbal surpreendeu ao empatar em Braga por 0-0, arrancando um ponto aos minhotos que ainda vivem na ressaca da eliminação da Taça de Portugal. Os sadinos, apesar de viverem momentos complicados dentro do próprio clube, vão aos poucos conseguindo amealhar pontos importantes e conseguiram voltar a sair da zona de descida. Continua tudo em aberto... Quem disse que o Aves estava condenado? Acreditemos, se faz favor...


Classificação:
13º Académica 25 pts
14º Setúbal 20 pts
15º Aves 19 pts
16º Beira-Mar 19 pts

Próxima Jornada (27ª):
Naval - Aves (Domingo, 16H)
Setúbal - Marítimo (Domingo, 16H)
Académica - Braga (Segunda-Feira, 19:45H)
Belenenses - Beira-Mar (Sábado, 18:00H)



C.D. AVES
UM ORGULHO SEM IGUAL
nas vitórias e nas derrotas

"
O sucesso de Neca, e da equipa directiva liderada pelo presidente Joaquim Pereira, seria uma bofetada de luva branca para quem bate palmas a reduções dos campeonatos, e depois chora lágrimas de crocodilo quando alguns clubes não demonstram mérito desportivo para continuarem no topo. O Aves, pelos exemplos de rigor e seriedade que vem dando ao longo dos anos, merece ter sorte." - Vítor Pinto, RECORD

A esmagadora maioria dos jornais noticiosos falam em injustiça no resultado de ontem... O Aves perdeu por um a zero, num jogo em que dominou mas em que não soube transformar as oportunidades em golos. O Estádio do Clube Desportivo das Aves, bem composto, pode presenciar, também, uma arbitragem muito fuleirinha, que deixou passar faltas nítidas, que poupou nos cartões e que se atrapalhou nos foras-de-jogo (embora sem influência directa no resultado).

"Afinal, há duas sem três: o Aves não conseguiu adicionar mais uma vitória aos triunfos que conseguiu sobre o Boavista (casa) e Nacional (fora). Da derrota de ontem transpira alguma injustiça, já que a igualdade traduziria com fidelidade o que ambas as equipas foram capazes de expressar dentro do relvado. Face ao resultado, o que prevalece logo que esvaziadas as emoções, foram, na verdade, passos em sentido contrário." - OJOGO

"Sem qualquer laivo de simpatia, manda a verdade dizer que o Aves voltou a não ser uma equipa feliz na tarde de ontem, de festa para os muitos seguidores do emblema da capital do móvel que demandaram a Vila das Aves. A insistente reivindicação de Neca faz todo o sentido e, quis o destino, volta a ter mais uma bola nos ferros para adicionar à colecção que a formação das Aves acumulou nas primeiras jornadas da prova. O Aves foi quase dono e senhor do jogo nos primeiros 45 minutos e, então já com o tabuleiro mais equilibrado, desfrutou das melhores ocasiões na etapa complementar, onde desperdiçou ocasiões para se colocar em vantagem." - OJOGO

«Tive uma infelicidade naquele lance, mas assumo toda a responsabilidade sobre o meu erro. Tenho que pedir desculpa ao grupo e aos adeptos. Deram-me muita força e tenho que lhes agradecer. Ataquei a bola com excesso de confiança e acabei por falhar. Não costuma acontecer, mas hoje foi um dia não. É um momento difícil mas queremos acreditar na manutenção, mesmo depois da surpresa desagradável de hoje». - ANILTON JÚNIOR

"Hoje pode falar-se de injustiça. Uma palavra tantas vezes utilizada de forma abusiva por Neca, mas que faz todo o sentido na derrota do Desp. Aves perante o Paços de Ferreira. Um único golo de Ricardinho, a três minutos do final, reforçou as aspirações europeias dos «castores», mas tornou o resultado numa volúpia de mentira. O Paços não merecia vencer, o Aves tudo fez para sair com um resultado positivo. Contas feitas, a manutenção adquire ares de alucinação para a equipa da casa, enquanto a UEFA é cada vez uma possibilidade mais forte para o conjunto de José Mota." - MAISFUTEBOL

"Foi um autêntico balde de água fria para as hostes avenses, que viram o médio Ricardinho, entrado ao minuto 79, colocar os pacenses em vantagem muito perto do final do encontro, aos 87 minutos, deixando quase sem reacção a formação de Neca, que até então tinha controlado o rumo dos acontecimentos." - SPORTUGAL

Ligações:
OJOGO - "Paços em sentido contrário"
OJOGO - O Aves um a um
OJOGO - O Árbitro
OJOGO - O Momento
OJOGO - Lances Chave
OJOGO - A Estrela
MAISFUTEBOL - Ficha do Jogo
MAISFUTEBOL - Crónica
MAISFUTEBOL - Destaques
MAISFUTEBOL - Reacção dos treinadores
MAISFUTEBOL - "Anilton Júnior: «Peço desculpa a todos»"
ABOLA - Edição do Dia
RECORD - Jogo ao Minuto
SPORTUGAL - "Paços de Ferreira cada vez mais Europeu"
PÚBLICO - "Paços de Ferreira vence 1-0 o Desportivo das Aves"

domingo, 22 de abril de 2007

C.D. AVES 0-1 Paços de Ferreira
(Ricardinho 87')



O Aves perdeu hoje em casa frente ao Paços de Ferreira, por um zero. O Aves foi a melhor equipa em campo e os de Paços não mostraram o porquê de ocuparem a sexta posição. Mas o futebol é mesmo assim... O Aves não marcou e acabou por oferecer os três pontos aos pacenses.

O Aves foi em quase todo o jogo mais dominador, mas falhou oportunidades de ouro, a mais flagrante, o remate de cabeça de Filipe Anunciação à barra. E quem não marca, sofre. Foi já aos 87' minutos num lance infeliz de Anilton Júnior que isolou o jogador pacense que assistiu Ricardinho.

A derrota é claramente injusta, pelo que as duas equipas produziram em campo. O Aves não parecia último e o Paços não parecia sexto... "O Paços não merecia vencer, o Aves tudo fez para sair com um resultado positivo", diz o MAISFUTEBOL. Assino por baixo...

C.D. AVES vs Paços de Ferreira
Domingo, 16H, Estádio do Clube Desportivo das Aves

O Prof. Neca apenas fez uma alteração na convocatória para o jogo como o Paços de Ferreira. Entra Diego Martins, sai Nené. De fora continuam, surpreendentemnte, Artur Futre e Diego Gama.



"O professor Neca apenas fez uma alteração, em relação à anterior, na convocatória de hoje para a recepção de amanhã ao Paços de Ferreira, jogo da 26ª jornada do campeonato da Liga. Sai Nené, a contas com uma infecção pulmonar, e entra Diego Martins. O técnico da equipa de Vila das Aves, última classificada, mas que viu abrirem-se novas esperanças depois de duas vitórias consecutivas, em casa, com o Boavista e fora, frente ao Nacional da Madeira, deve, em princípio, manter o onze. O Aves, como já se referiu, é o último classificado com 19 pontos, os mesmos do Setúbal e Beira-Mar e os seus adeptos devem esperar ansiosamente o resultado destas duas equipas. Os sadinos tem vida difícil, pois vão a Braga e o Beira-Mar recebe a Académica, também em zona de aflição. O Paços de Ferreira é o sexto classificado e espreita a possibilidade de disputar a Taça UEFA, pelo que o jogo não se afigura fácil para a formação de Vila das Aves. O técnico convocou: Nuno, Sérgio Carvalho, Anílton Júnior, Sérgio Nunes, Pedro Geraldo, Mércio, Anunciação, Jorge Ribeiro, Moreira, Jocivalter, Paulo Sérgio, Mota, William, Vítor Manuel, Diego Martins, Leandro, Octávio e Hernâni." - OJOGO

Ligações:
OJOGO - "Aves à espera do Paços de Ferreira com os mesmos da Madeira"
Foto: Miguel Ângelo Pereira

sexta-feira, 20 de abril de 2007

Tanto a direcção do Aves como o líder da Força Avense estão dispostos a não contribuir para a repetição do cenário deprimente do jogo da primeira volta... No meio de trocas de acusações entre claques, jogadores e claques, insultos racistas, o jogo da primeira volta foi escaldante, mas pela parte do Aves, nada disto se repetirá no jogo de Domingo.



"A visita do Aves a Paços de Ferreira, na primeira volta, ficou marcada por uma ou outra provocação xenófoba dos pacenses relativamente a jogadores avenses - a Hernâni, mais concretamente -, mas os agora donos do terreno, no reencontro entre as duas equipas, não querem polémica à mistura. "Fomos bem recebidos e temos uma boa relação com o Paços de Ferreira. Espero um bom jogo e que tudo corra bem", disse a O JOGO o presidente do Aves, Joaquim Pereira. Entre bocas de avenses e pacenses via "net", o líder da claque do Aves, Tiago Sampaio, recorda que "para destruir é preciso menos que para construir", apelando a uma postura correcta, passando ao lado de "uma rivalidade estúpida e descabida". A fim de retribuir o gesto dos pacenses na primeira volta, um funcionário do Aves deslocar-se-á hoje, e propositadamente, à Capital do Móvel para entregar ao Paços de Ferreira 50 ingressos destinados à claque." - OJOGO

Ligações:
OJOGO - "Polémicas de Paços não são para repetir"
FORÇA AVENSE - Site Oficial
YELLOW BOYS - Blog Oficial
Foto: Miguel Ângelo Pereira

O trinco Nené é um carta fora do baralho para os dois próximos jogos. O internacional cabo-verdiano tem uma infecção pulmonar e está em repouso absoluto. Nuno regressa hoje aos treinos. Quatro jogadores recuperados...



"O médio Nené tem uma infecção pulmonar e ficará em repouso absoluto nos próximos 10 a 15 dias, informou o médico do Aves no final do treino vespertino. Narciso Oliveira acrescentou que o internacional cabo-verdiano apresentava também, face às queixas que denunciava, "indícios de pubalgia", pelo que o repouso a que será agora obrigado ajudará a minorar esse problema físico. Devidamente medicado e com acompanhamento clínico, Nené, habitual escolha do técnico Neca e ainda suplente utilizado na vitória sobre o Nacional, passará, pois, as duas próximas semanas na sua residência." - OJOGO

"Entretanto, também o guarda-redes Nuno Espírito
Santo falhou o treino, mas por motivos distintos. Nuno tinha solicitado ao professor Neca dois dias para tratar de assuntos pessoais, pelo que esta manhã juntar-se-á novamente aos seus companheiros, a fim de defender a titularidade. Nada que não estivesse previsto." - OJOGO



"Mas se Neca se viu privado de um jogador, pôde contar com quatro:Moreira, Pedro Geraldo, Mércio e Paulo Sérgio retomaram, ontem, os treinos sem condicionalismos depois de nos primeiros dias da semana terem estado a trabalhar à parte." - RECORD

Ligações:
OJOGO - "Nené tem infecção pulmonar"
RECORD - "Infecção obriga Nené a parar"
Fotos: Miguel Ângelo Pereira

quinta-feira, 19 de abril de 2007

Moreira, Paulo Sérgio, Mércio e Pedro Geraldo treinaram condicionados, devido a pequenas mazelas resultantes do jogo com o Nacional da Madeira. No caso de Moreira, o jogador sentiu dores no joelho que o obrigou a parar por dois meses e Neca decidiu preservá-lo. No entanto a presença destes jogadores no jogo de Domingo não estará em causa. Já Marcelo Henrique continua afastado da competição, devido a um problema do joelho direito. Rui Faria foi operado com sucesso.


Moreira sentiu dores no joelho direito

"O guarda-redes Rui Faria foi ontem operado à mão esquerda, no hospital de Riba de Ave, tendo em vista corrigir uma lesão do escafóide. A intervenção cirúrgica levada a cabo pelo doutor Luís Costa, médico do Aves, durou cerca de uma hora e correu da melhor forma. O futebolista vai permanecer internado nos próximos dois dias, iniciando depois um processo de recuperação que se deverá prolongar pelos próximos meses. Recorde-se que Rui Faria sofreu recentemente uma luxação na mão direita, que obrigou a que a zona afectada fosse engessada, pelo que irá passar pelo menos a próxima semana com as duas mãos imobilizadas." - OJOGO

"Entretanto, no relvado, o plantel avense deu continuidade à preparação para o encontro com o Paços de Ferreira iniciada na véspera. Nuno esteve ausente, já que foi autorizado a faltar para ir tratar de assuntos particulares, enquanto vários outros jogadores efectuaram treino à parte. Mércio, Paulo Sérgio, Moreira e Pedro Geraldo efectuaram treino condicionado, fruto de pequenas mazelas sofridas no encontro com o Nacional, mas a sua recuperação para domingo não está em causa." - OJOGO


Pedro Geraldo treinou condicionado mas deve ser opção

"Situação diferente é a do médio Marcelo Henriques, que recupera de um estiramento no ligamento do joelho direito, efectuou trabalho no ginásio e não será, como é óbvio, opção para o confronto com os pacenses. Hoje, ao contrário do que se verificou ontem, os pupilos de Neca têm agendada uma sessão de trabalho vespertina, com início marcado para as 16 horas." - OJOGO


Mércio também treinou condicionado

"O avançado Moreira não marcou presença no treino de ontem do Aves, limitando-se a trabalhar no ginásio. O jogador ressentiu-se de uma dor no joelho direito, ao qual foi operado no final do mês de Janeiro e Neca entendeu preservá-lo. No entanto, o avançado, que apontou dois golos nos últimos dois jogos, deve estar apto para a recepção ao Paços de Ferreira" - RECORD

Ligações:
OJOGO - "Rui Faria operado à mão esquerda"
RECORD - "Moreira à parte"
Fotos: Miguel Ângelo Pereira

quarta-feira, 18 de abril de 2007

CRÓNICA "LINHA DIRECTA" DO RECORD
por Vítor Pinto

somos grandes... o maior dos mais pequenos.! grande texto, para ler e reler! viva o aves!



"Quando o Aves conquistou a promoção ao escalão principal, também me senti tentado a não dar grande crédito às possibilidades de continuidade na Liga de um clube que nunca aguentou mais do que um ano entre os grandes.

Conhecendo o modelo de gestão avense, que cumpre religiosamente todos os compromissos, sabia que não seriam assumidos riscos para além do razoável, o que desde logo significava uma séria desvantagem em relação a instituições desportivas que se vão perpetuando ao mais alto nível à custa de manobras contabilísticas e promessas de negociatas com terrenos. O crime tem compensado.

Não foram, assim, surpreendentes as dificuldades do Aves na primeira volta, deslizando rapidamente para a última posição. Durante longa a paragem de Inverno dos campeonatos profi
ssionais, tive oportunidade de acompanhar um jogo-treino do Aves, em Vila do Conde. O Rio Ave derrotou o conjunto primodivisionário sem grande dificuldade mas, no final, e contra o que pareceria mais razoável, o discurso de Neca foi de uma esperança quase contagiante. De facto, não era possível perceber onde iria o técnico que orientou a selecção das Maldivas espremer gotas de qualidade no sentido de tornar o conjunto avense competitivo na Liga, dado que o transporte da lanterna vermelha sempre pareceu o destino fatal para o emblema do Distrito do Porto que alguns ainda confundem como minhoto. Mas ele acreditava.

Do mercado chegaram algumas pérolas, como Nuno Espírito Santo, Jorge Ribeiro, Paulo Sé
rgio ou Moreira. E até falhou a contratação de Ricardo Nascimento, que seria um verdadeiro valor acrescentado. Ainda assim, nada que se comparasse à armada internacional que desembarcou em Aveiro, por exemplo.

Passando despercebido, o Aves foi ganhando uma consistência interessante. Em 2007, só foi derrotado por FC Porto e Benfica em casa, e nas deslocações ao Sp. Braga e Belenenses. Os cinco empates registados foram os alicerces paravdois triunfos providenciais, sobre Boavista e Nacional, este coroado por uma inaudita chuva de golos.


Agora, se Neca disser que o objectivo para domingo é vencer o Paços de Ferreira, di
ficilmente quem o ouvir ousará soltar sorrisos de escárnio. De despromovido antecipado, o Aves passou a competidor respeitado pela permanência e, mesmo encerrando a época no Dragão, conquistou o direito a sonhar.

O sucesso de Neca, e da equipa directiva liderada pelo presidente Joaquim Pereira, seria uma bofetada de luva branca para quem bate palmas a reduções dos campeonatos, e depois chora lágrimas de crocodilo quando alguns clubes não demonstram mérito desportivo para continuarem no topo. O Aves, pelos exemplos de rigor e seriedade que vem dando ao longo dos anos, merece ter sorte."



Ligações:
RECORD - "Aves que sabe voar"



"A época não tem sido a ideal para o guarda-redes Rui Faria. Ao contrário do que aconteceu no ano transacto, não tem tido papel fundamental, situação que se agravou com a contratação de Nuno e com uma série de lesões. Depois da luxação sofrida na mão direita, que obrigou à colocação de gesso na zona afectada, Rui Faria vai ser operado hoje de manhã ao escafóide da mão esquerda. Uma situação que para além de o colocar fora do futebol nos próximos meses irá ter reflexos imediatos no quotidiano do guarda-redes, pelos menos nas próximas semanas. Rui Faria ficará com o braço engessado durante os próximos dois meses, necessitando depois de um período idêntico para a recuperação total." - OJOGO

"
Marcelo Henrique sofreu um estiramento no ligamento do joelho direito. A lesão, confirmada após um exame radiológico feito ontem pelo atleta, não é grave e o brasileiro vai continuar a fazer tratamento mas não necessitará de ser sujeito a qualquer intervenção cirúrgica. Entretanto, Xano continua a recuperação depois da grave lesão que colocou um ponto final, em Dezembro passado, na sua participação no presente campeonato e no final do mês já deverá começar a fazer alguns exercícios no relvado. " - OJOGO

Ligações:
OJOGO - "Rui Faria operado hoje"
RECORD - "O sonho continua"

Filipe Anunciação, Moreira e Paulo Sérgio foram entrevistados pelo Jornal OJOGO. Aqui ficam alguns excertos:

FILIPE ANUNCIAÇÃO:
  • Fomos a última equipa a chegar à Liga e, se calhar, para a opinião pública a primeira a descer. Isso não nos afectou e vamos conseguir a manutenção.”
  • “Houve um período muito complicado a meio da primeira volta em que sofremos sete derrotas consecutivas. Foi o momento mais complicado. As coisas foram melhorando devagarinho e estou certo que vão continuar no mesmo ritmo”


MOREIRA:
  • “Não posso dizer que sou o talismã, mas talvez que entrei no tempo certo. As pessoas esperavam muito de mim, a lesão impediu-me de confirmar essas expectativas, mas o meu regresso aconteceu numa altura boa e só quero ajudar a equipa
  • “Posso dizer que é, apesar de já ter passado por um período em que não jogava. Estou empenhado a 200 por cento”.


PAULO SÉRGIO:
  • “A passagem pelo Estrela não foi boa, mas eu acreditei que a partir do momento em que vim para o Aves era capaz de dar a volta à situação. Tenho trabalhado para que isso aconteça e felizmente os frutos estão a surgir. Estou convicto de que depois das duas vitórias, a equipa está preparada para continuar na mesma senda. Com rigor, estamos consistentes e vamos conquistar, entre aspas, esta fase final
  • O calendário é bom para nós, mas isso não chega. Se calhar poucas pessoas estavam à espera que fôssemos vencer o Nacional"


Ligações:
OJOGO - "Unidos pelo golo e pela esperança"
OJOGO - "Moreira: «A maior batalha da minha carreira»"
OJOGO - "Filipe Anunciação: «Vamos conseguir a manutenção»"
OJOGO - "Paulo Sérgio: «Vamos conquistar esta fase final»"
Fotos: Miguel Ângelo Pereira

O Aves fez estragos na Madeira. A derrota do Nacional frente ao nosso Desportivo precipitou a saída de Carlos Brito do comando técnico da equipa...


"Carlos Brito já não é treinador do Nacional da Madeira, actual sétimo classificado do Campeonato. O técnico, que ainda dirigiu o treino desta terça-feira, terá colocado à disposição o lugar à disposição, aceite ao final da tarde pela direcção do clube insular. Os últimos resultados averbados pelo Nacional (um empate e duas derrotas, a última das quais na Madeira perante o Desportivo das Aves) terão precipitado a decisão, até porque deixou a equipa mais longe da luta por um lugar nas competições europeias da próxima época. O sérvio Pedrag Jokanovic, que vinha dirigindo a equipa de juniores, vai assumir interinamente o lugar que desde o início da presente época era de Carlos Brito." - ABOLA

Ligações:
ABOLA - "Carlos Brito de saída do Nacional"

terça-feira, 17 de abril de 2007

Joaquim Pereira ao Jornal OJOGO:
  • "É a mais saborosa das vezes que olho para o Aves em último após a disputa de mais uma jornada. Não valerá explicar porquê. Mas aproveito a oportunidade para reafirmar que não conto ficar por lá, ou seja, o Aves será capaz de emergir até um lugar que garanta a permanência na primeira Liga. Sempre acreditei que daríamos a volta por cima e vocês, jornalistas, são testemunhas da minha coerência e do meu discurso"
  • "Apostámos numa primeira volta cautelosa, preferindo arriscar mais na segunda. Temos sido coerentes, ainda que seja obrigado a reconhecer que é mais fácil acreditar agora na hipótese de salvação do que há duas ou três semanas."
  • "O jogo com o Paços de Ferreira é o mais difícil da época. Sabemos o que queremos, mas é preciso continuar a respeitar todos os adversários e a manter a humildade que nos caracteriza."
  • "Ninguém consegue nada sozinho. O sonho de ficar por mais de uma época na Liga é de um punhado de pessoas e não de um só homem. O Aves merece e necessita de ficar na I Liga. Ficaria, é evidente, enquadrado na história do clube"
Filipe Anunciação ao RECORD:
  • “As equipas vivem de resultados. Por isso este é o nosso melhor momento. Mas houve outros períodos em que estivemos muito bem mas, infelizmente, não pontuámos. O nosso esforço está agora a ser recompensado. Temos trabalhado muito bem
  • “Será um final de época complicado para todos, mas especialmente para quem está nesta luta. Estão três equipas com 19 pontos e a Académica com apenas 22. Mesmo assim, penso que não temos de nos preocupar com os outros, mas apenas com o nosso desempenho. Se continuarmos assim, conseguiremos a manutenção


segunda-feira, 16 de abril de 2007

domingo, 15 de abril de 2007


"O Nacional voltou a ser um adversário gentil para o Desportivo das Aves. Os insulares tinham «oferecido» à equipa do Prof. Neca a primeira vitória da época, no mês de Novembro, e agora contribuíram para o primeiro triunfo forasteiro da formação nortenha. Para a equipa de Carlos Brito foi um (muito provável) adeus à luta pela UEFA, depois de uma segunda parte completamente apática, com quatro minutos de absoluto descalabro. Nesse período, compreendido entre o minuto 76 e 79, o Desportivo das Aves marcou três golos e colocou o resultado em 4-1. Paulo Sérgio marcou por duas vezes, primeiro na sequência de um cruzamento de Jorge Ribeiro e depois a aproveitar um desentendimento entre Ricardo Fernandes e Diego Benaglio. O extremo fez ainda a assistência para o quarto, apontado por Moreira." - MAISFUTEBOL



«Foi um grandes espectáculo de futebol, entre duas equipas que se respeitaram. O D. Aves ganhou com justiça e este resultado vai direitinho para os jogadores. Já tinha dito que os pontos que temos não reflectem a qualidade dos jogadores desta equipa. Entrámos bem mas não concretizámos. O Nacional marcou de bola parada, mas não nos perdemos e mantivemos as linhas juntas. Após o empate o Nacional desprotegeu-se na retaguarda e nós, com contra-ataques rápidos, conseguimos fazer o 4-1. É normal que depois tenha havido algum deslumbramento. O sonho de ficar na Liga continua vivo e a auto-estima vai aumentar com esta vitória.» - PROF. NECA

"Jogo emocionante e farto em golos, entre duas formações com propósitos diferentes na maratona futebolística que é, na verdade, a I Liga nacional. O Aves, que teima em alimentar o sonho de continuar, por mais uma época, a bater-se com os maiorais do futebol lusitano, logrou vencer, num campo onde apenas os três grandes da praça tinham saído com os três pontos na algibeira." - OJOGO

"Foi, valha a verdade, uma vitória justíssima da formação continental. Que acaba até por ser manifestamente curta perante a louca marcha do marcador, ainda que acabe por premiar uma sensacional segunda parte dos avenses, obrigados a correr atrás do prejuízo nos derradeiros 45’. Por baixo no marcador e em matéria de jogo – sobretudo por não ter sido capaz de esticar mais vezes o seu futebol até à área dos insulares –, o Aves transfigurou-se no segundo tempo. Chamou a si as rédeas do jogo, igualou primeiro o marcador e depois, no espaço de três minutos, colocou-se a ganhar por 4-1, dando a plena sensação de ter demolido o adversário." - OJOGO


"[Paulo Sérgio] Foi o homem do jogo e, de proscrito na Amadora, corre o risco de se tornar no herói do Aves. Marcou dois golos, tendo, no lance do primeiro, iniciado a jogada para a concluir de forma lúcida – e reveladora de um oportunismo notável. Mérito, também, na forma como abordou o lance que ditou o 1-3 e, para não destoar, é ele que empurra a equipa para a frente na jogada que valeria o quarto golo da equipa na Choupana. Foi, enfim, a causa de tanta instabilidade no seio do Nacional em dado período de jogo." - OJOGO

"Mas as verdadeiras surpresas estão ainda mais para baixo, bem lá no fundo. O Aves protagonizou a maior delas, ao vencer na Choupana do Nacional, por um 4-3 que chegou a ser 4-1. O Beira-Mar seguiu-lhe as pisadas e impos-se claramente em Setúbal (3-1), o que deixou os três últimos igualados a 19 pontos, o que não será dizer tudo. Falta acrescentar que a Académica já só segue três pontos acima, logo passou a estar seriamente ameaçada por estas recuperações de última hora - tanto Beira-Mar como Aves só perderam um dos seus últimos cinco jogos - e que o Estrela da Amadora, seis pontos acima, tem de começar a olhar... para baixo. " - OJOGO

"
O Desportivo das Aves conseguiu este domingo, na visita ao Nacional, em jogo da 25.ª jornada da Liga de futebol, a primeira vitória da época na condição de visitante, ao impôr-se por 4- 3, num encontro em que Paulo Sérgio bisou. Ambas as equipas precisavam de vencer, o Nacional porque quer manter-se na luta pela Europa, e o Desportivo das Aves que tenta fugir da zona de despromoção." - SPORTUGAL

Ligações:
MAISFUTEBOL - Crónica
MAISFUTEBOL - Ficha do Jogo
MAISFUTEBOL - Destaques
MAISFUTEBOL - Conferência de Imprensa
ABOLA - Edição do Dia
RECORD - Jogo ao minuto
OJOGO - "Tomaram-lhe o gosto"
OJOGO - O Árbitro
OJOGO - O Momento (1-3)
OJOGO - Lances Chave
OJOGO - O Aves um a um
OJOGO - A Estrela (Paulo Sérgio)
OJOGO - Comentário da Jornada
SPORTUGAL - "Desp. Aves surpreende na Choupana"
PUBLICO - "Aves derrota (4-3) Nacional no Funchal"
TVI - "Desportivo das Aves vence o Nacional da Madeira (3-4)"
DIÁRIO DIGITAL - "Liga Bwin: aflitos Beira-Mar e Aves venceram"

Nacional 3-4 C.D. AVES
Anunciação, Paulo Sérgio (2) e Moreira

Fantástico, incrível. O Aves venceu esta tarde na Madeira, na sua primeira vitória fora de casa! Depois de chegar ao intervalo a perder por 1-0, o Aves reagiu e chegou ao empate por Filipe Anunciação, depois de um canto de Joci. Depois foi Paulo Sérigo a bisar e a assistir Moreira... 3 golos em 3 minutos foram suficientes para garantir a vitória, ainda que sofrida... Porque o Nacional ainda marcou 2, até ao cair do pano.

O Aves vence e está na luta! O Aves está agora em último lugar, porque perde em desempate pontual com o Setúbal e Beira-Mar (os aveirenses ganharam em Setúbal), mas está agora muito mais perto. Melhor era impossível!!!

GRANDE AVES! MÁGICO MESMO! NUNCA VOARÁS SOZINHO!

Alguma surpresa na ausência de Diego Gama na convocatória e porque não, do segundo jogo seguido sem Artur Futre... São opções algo polémicas e surpreendentes, mas o Professor lá sabe. Queremos é vitórias!


"A saída do avançado Diego Gama e a troca de guarda-redes suplente (Rui Faria por Mota) são as novidades na lista de convocados do Desp. Aves. A equipa de Neca vai jogar à Choupana, com o Nacional da Madeira, e tentará aproveitar a moral granjeada com a vitória frente ao Boavista, na última jornada. Mota foi chamado para o lugar de Rui Faria, que vinha sendo o habitual suplente de Nuno na baliza avense, que se lesionou com alguma gravidade e não jogará mais este ano. A partida está agendada para as 16 horas deste domingo e vai ser dirigida pelo árbitro Pedro Henriques, de Lisboa."


Guarda-redes:
Nuno e Mota;
Defesas: William, Sérgio Carvalho, Sérgio Nunes, Pedro Geraldo e Anilton Júnior;
Médios: Vítor Manuel, Mércio, Nené, Filipe Anunciação, Jocivalter, Jorge Ribeiro e Leandro;
Avançados: Hernâni, Paulo Sérgio, Moreira e Octávio.

Ligações:
MAISFUTEBOL - "Neca prescinde de Diego Gama e do lesionado Rui Faria"

sexta-feira, 13 de abril de 2007

VER ARTIGO DO BLOG SOBRE O JOGO DA PRIMEIRA VOLTA AVES 3-1 NACIONAL:
- "Regresso às vitórias"




Fotos: Miguel Ângelo Pereira

O Defesa Anilton Júnior, contratado no início desta época ao Corinthians Alagoano, do Brasil, está a despertar interesse noutros emblemas da 1ª Liga Portuguesa, nomeadamente no Leiria. O jogador expira o seu contrato no final da presente temporada, o que pode facilitar uma possível transferência do jogador de 26 anos. Notícia do Jornal OJOGO:


"O defesa-central Anilton Júnior, de 26 anos, brasileiro que o Aves contratou no último defeso e que rapidamente conquistou posição entre os eleitos do técnico Neca, tem mercado e, por isso, deve mudar de ares no final da época. Procedente do Corinthians Alagoano, Anilton perde o vínculo ao clube avense no termo da presente temporada, o que torna mais simples uma eventual transferência.

Utilizado pelo professor Neca tanto nas faixas (como lateral) como no eixo defensivo, Anilton Júnior figura na lista de alguns clubes da Liga principal - o Leiria será o clube mais bem posicionado para a aquisição -, pelo que a sua continuidade no futebol português parece ser um dado adquirido, isto numa altura em que o futebolista tem apenas em mente ajudar o emblema da Vila das Aves a garantir a permanência.

Um assunto, seguramente, com desenvolvimentos a breve trecho, ainda que os responsáveis do Aves não coloquem entraves a uma possível mudança do defesa, tido como um profissional íntegro. "Que Deus o ajude e a mim não me desampare", eis o comentário do presidente avense, Joaquim Pereira, esclarecedor quanto à forma como o Aves trata e respeita os seus profissionais."

Ligações:
OJOGO - "Anilton Júnior cobiçado"
Nota: o acesso à Edição do Dia d'A Bola é agora pago... portanto, até ver, não poderemos contar com notícias desse jornal neste site, pelo menos com regularidade.
Fotos: Miguel Ângelo Pereira

quinta-feira, 12 de abril de 2007

Ao que tudo indica, Rui Faria terminou a época... Marcelo Henrique também não é opção para a Choupana.



"O esquerdino Marcelo Henrique é submetido hoje a uma ressonância magnética, com o propósito de tirar dúvidas de lesão traumática sofrida na semana passada no joelho direito, no decurso de um treino de conj
unto. Existe a suspeita de lesão meniscal, mas aquele exame complementar de diagnóstico esclarecerá, em definitivo, a situação. Excluído das últimas convocatórias do técnico Neca, Marcelo Henrique está limitado nas obrigações diárias e é, desde já, carta fora do baralho para a deslocação que se segue ao Funchal, a fim de medir forças com o Nacional. A propósito da lesão de Rui Faria, no pulso direito, sofrida no primeiro treino da semana, o ortopedista Luís Costa esclareceu que o guarda-redes vai ter a mão engessada "durante um mês", o que, na prática, significa que a época terminou para o futebolista. Em termos de programa, a equipa da Vila das Aves voltou a trabalhar na manhã de ontem, dentro de um cenário de plena normalidade. Os treinos de hoje e amanhã serão vespertinos e ministrados dentro de muros. A equipa partirá para o Funchal na manhã de sábado e, muito provavelmente, a tarde será dedicada ao descanso e a uma curta sessão de alongamentos e descompressão muscular, com recurso a um espaço próprio na unidade hoteleira que servirá de quartel-general na segunda e última visita da época à capital madeirense."

Ligações:
OJOGO - "Marcelo Henrique fez ressonância"
RECORD - "Rui Faria fora das opções até ao fim da época"
SPORTUGAL - "Esperança renovada na Vila das Aves"

quarta-feira, 11 de abril de 2007

O JORNAL OJOGO faz hoje na sua edição online uma referência ao Desportivo das Aves. Uma análise às expectactivas dos avenses em relação à manutenção... Joaquim Pereira (Presidente) e Tiago Sampaio (Líder da Força Avense) deram a palavra:


"A vitória do Aves frente ao Boavista (1-0), no encontro de domingo, da 24ª jornada da Bwin Liga, quebrou um jejum de quatro meses sem triunfos e renovou a esperança da manutenção. O Aves conquistou a terceira vitória da época, que lhe permitiu deixar a “lanterna vermelha” do campeonato, que pertence agora ao Beira-Mar, e aproximar-se do Setúbal, primeiro clube acima da linha-de-água, três pontos acima dos avenses. O regresso às vitórias e o renascer da equipa de Neca na luta pela manutenção serviu para renovar as expectativas das gentes da Vila das Aves numa inédita permanência no escalão maior do futebol português em duas épocas consecutivas. Quem nunca perdeu a esperança foi o presidente do Aves, Joaquim Pereira, que sempre manteve o optimismo no desempenho da equipa minhota: “Sempre estivemos optimistas e eu nunca deixei de acreditar que podíamos lutar pela manutenção. Já vínhamos a jogar bem e merecíamos chegar às vitórias”, afirmou. Joaquim Pereira considera que a recta final vai ser decisiva: “Temos de fazer um fim de campeonato excelente, à semelhança do que o professor Neca costuma fazer com as suas equipas, e sei que podemos ter uma recta final ao mais alto nível”. O líder dos minhotos rejeita a ideia de o Aves, clube de uma pequena localidade, sair prejudicado na disputa da permanência face a concorrentes directos de maior dimensão: “Não fazemos filmes, queremos seriedade, porque somos sérios. Vamos lutar com todas as armas sérias de que dispomos e com honestidade acredito que podemos alcançar o nosso objectivo”, frisou Joaquim Pereira. A esperança na manutenção mantém-se acesa também para os adeptos. Tiago Sampaio, membro da claque “Força Avense”, continua a acreditar no sucesso da equipa: “Enquanto não for matematicamente impossível, nós vamos continuar a acreditar”. “Confiamos nos jogadores que temos e no treinador e continuamos a ter possibilidades na luta pela manutenção, face até aos calendários dos nossos adversários directos”, acrescentou. O líder da claque avense afirma que o apoio dos adeptos não vai faltar ao clube da Vila das Aves: “A vitória frente ao Boavista foi alcançada um pouco às nossas custas. A iniciativa de decorar o estádio surgiu por acaso, mas pode vir a repetir-se em futuros encontros disputados em nossa casa", afirma Tiago Sampaio, aludindo ao apoio da claque, que se manifestou através de tarjas gigantes que estavam expostas em todo o Estádio do Aves." - OJOGO


Ao mesmo tempo, o MAISFUTEBOL entrevistou Moreira, jogador que fez apenas o seu segundo jogo com o Aves, este fim-de-semana, e que marcou o seu primeiro golo, logo frente ao clube que o formou, o Boavista. É mais um a dizer: «É uma equipa à minha imagem», tal como disse Nascimento, um dia... Aqui ficam as frases de Moreira:



  • «A minha experiência em Moscovo estava a ser frustrante e depois de seis anos fora apeteceu-me ficar em Portugal. O meu empresário sugeriu-me o D. Aves e decidi abraçar este projecto. Tinha, acima de tudo, muita fome de bola e neste clube senti que a poderia matar»
  • «Estamos numa situação complicada e temos consciência disso. Mas faltam seis jogos e não podemos deixar de acreditar. Vim encontrar uma equipa de gente boa e humilde, que precisa de mais sorte. É uma equipa à minha imagem, penso que posso dizer isso. A instituição e a gente que nos acompanha merecem ficar na Liga».
  • «Noto que as pessoas de cá esperam muito de mim. Senti logo isso quando cá cheguei, mas só me posso sentir orgulhoso e com mais vontade de fazer um bom trabalho. Não posso fazer tudo sozinho, mas sinto-me uma peça importante»
  • «Acredito que vou voltar a jogar em clubes grandes, mas preciso que me dêem essa oportunidade. Penso que pelo que fiz no estrangeiro, principalmente no meu primeiro ano no Standard de Liège, merecia ter sido olhado de forma diferente por algumas pessoas. Mas, infelizmente, muitas das vezes ter valor não é suficiente
  • «Joguei contra eles na minha estreia com a camisola do Aves. Dominámos a partida, mas não tivemos a sorte pelo nosso lado. Fomos mais fortes do que eles. Mas no jogo contra o Benfica gostei bastante da equipa do Beira Mar. É certo que a motivação era outra, mas jogaram muito bem. Resta-me desejar que possam escorregar mais vezes».


Ligações:
OJOGO - "Esperança renovada na Vila das Aves"
MAISFUTEBOL - "Moreira e o fardo das esperanças avenses: «Carrego-o com muito orgulho»"
(obrigado ao leite por ter reparado na notícia d'O JOGO!)
Fotos: Miguel Ângelo Pereira