sexta-feira, 21 de setembro de 2007

O Presidente João Freitas demonstrou a sua plena confiança na equipa técnica e nos jogadores: «temos plantel e técnico capazes de vencer».



"Tal como previsto, a reunião entre o presidente João Freitas e José Gomes serviu para cimentar a confiança no técnico e na equipa. Depois de algumas semanas de ausência, por se ter deslocado ao Brasil, o dirigente diz ter reencontrado ontem um plantel animado e cheio de vontade em arrepiar caminho rumo às vitórias, esperando que tal aconteça já no domingo, em casa, frente ao Varzim. «Foi uma conversa dentro do que esperávamos. Este clube não é gerido de dentro para fora e deu para ver que tanto o treinador como os jogadores estão com uma enorme vontade de começar a ganhar. Nem sequer foi equacionado o cenário de rescisão, tanto da nossa parte como da parte do José Gomes», deixou bem claro. Consciente de que «trabalhar com estes profissionais é um alívio para qualquer dirigente», o presidente do Aves tem, desde já, uma garantia: «É com este grupo e este treinador que iremos fazer o nosso campeonato. Começamos mal, mas esperemos que o velho ditado se venha a confirmar e terminemos a época numa boa posição»." - OJOGO



"«Foi uma reunião normal de trabalho. O presidente João Freitas esteve ausente cerca de duas semanas e, apesar de estar sempre ao corrente das coisas, quis saber de viva voz o que aconteceu», referiu o treinador à Lusa. José Gomes afirmou estar de «consciência tranquila pelo trabalho desenvolvido» e que a demissão não chegou sequer a ser discutida na reunião. «A sensação que todos no clube temos é que o motor está afinado, está a trabalhar bem, só que estamos fora da pista. Estamos muito confiantes», acrescentou, abordando já o jogo com o Varzim na próxima jornada." - RECORD

"«Sem querer desrespeitar o próximo adversário, a sua equipa técnica, jogadores, direcção e adeptos, aqui nas Aves sentimos que já ganhámos ao Varzim», referiu o técnico a Record, ele que, ontem, já privou com João Freitas, num diálogo que fica em segredo. «Falámos pouco de futebol, mas posso dizer que gosto cada vez mais deste treinador», assumiu o presidente. José Gomes, por outro lado, ainda lembrou Faquirá como prova de que os técnicos não devem cair face a maus arranques: «Há três factores que podem ditar a minha saída: ficarmos definitivamente afastados dos objectivos propostos, incompetência nos métodos de trabalho ou caso perca a confiança do grupo de trabalho.»" - RECORD

Ligações:
OJOGO - "João Freitas diz ter «plantel e técnico capazes de vencer»"
RECORD - "Presidente e treinador avaliam situação"
RECORD - "Recuperar os pontos perdidos"

3 Comments:

  1. Anónimo said...
    Joao...espero sinceramente que saibas o que estas a dizer...
    joao24 said...
    Só espero é ver quem AMA este clube, tal como dizem, e saibam apoiar ao máximo no Domingo! Eu vou lá estar e se querem que vos diga: só me apetece gritar e saltar pelo "Meu Eterno Amor"!

    Com toda a garra! Cantemos numa só VOZ, Aves vence por nós!

    Até Domingo
    Diogo said...
    Ele sabe o q diz, n te preocupes anonimo!!!
    E confirmou-se, esteve lá, e sentiu tal como eu...
    Esta foi a primeira de muitas, e mostra q por vezes vale a pena confiar nas pessoas como a direcção confiou!!!
    Acreditar acima de tudo, nós adeptos nao somos excepção!
    Abraç'Avense

Post a Comment