segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

AVES ESTEVE MAIS PERTO DA VITÓRIA

CD AVES 1-1 Santa Clara
Equipa: Rui Faria, Leandro, Sérgio Nunes, Henrique, Pedro Geraldo (Vinicius, 46'), Romeu Ribeiro (Robert, 60'), André Carvalho, Ruben Lima, Luciano, Sami (Romeu Torres, 54') e Rui Miguel.
Golos: Rui Miguel 61'

"A unanimidade do discurso dos treinadores, afirmando que o justo seria a vitória avense, ilustra o que se passou num encontro, em que o Aves apareceu imbuído de um forte espírito natalício, oferecendo, de mão beijada, um ponto aos insulares. A baliza do Santa Clara esteve, por diversas vezes, à mercê dos avançados avenses, mas estes mostraram-se bastante perdulários, não conseguindo mais do que recuperar da desvantagem inicial." - OJOGO

"O Santa Clara mostrou-se incapaz de ascender à liderança da Liga Vitalis, ao empatar (1-1) fora de portas frente ao Desportivo das Aves, em jogo da 12.ª jornada. O Santa Clara entrou melhor em jogo e logo aos 4' podia ter marcado, pois Rincón cruzou, o guarda-redes avense falhou a intercepção e o remate de Nuno Santos só não entrou porque encontrou Henrique em cima da linha de baliza.

Na resposta dos locais, aos seis minutos, Oliveira terá cortado a bola com a mão, motivo pelo qual a equipa de arbitragem assinalou grande penalidade, que foi convertida pelo avançado Rui Miguel e defendida pelo guardião insular. Aos 30 minutos surgiu o golo dos açoreanos, através livre a meio do meio-campo do Aves cobrado por Oliveira, que fez a bola sobrevoar todos os jogadores e quando Rui Faria tentou defende-la já era tarde demais.

O Desportivo das Aves reagiu aos 42' através de Sami que com muito espaço na área adversária, demorou uma eternidade para rematar. Apenas dois minutos depois e Luciano rematou forte, mas Alemão defendeu bem.

A segunda parte pertenceu quase por inteiro ao Desportivo das Aves que empurrou o Santa Clara para a sua área.
Aos 59 minutos, grande remate de Rui Miguel de pé esquerdo para grande defesa de Alemão a evitar o empate dos avenses, mas aos 61' o ponta-de-lança português marcaria mesmo ao antecipar-se ao guardião do Santa Clara após centro de André Carvalho. A equipa açoreana continua em segundo lugar, a um ponto do líder Olhanense, enquanto que o Desportivo das Aves marca passo no campeonato, não descolando da segunda metade da tabela." - RECORD

«Sofremos um golo em mais um erro grosseiro» - HENRIQUE NUNES

Ligações:
OJOGO - "Desperdício é quando o Aves quer"
RECORD - "Desperdício de golos"

1 Comment:

  1. forcaavense said...
    O erro grosseiro é o Sami jogar!

Post a Comment