sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

QUEBRA DE 25% NO NÚMERO DE ESPECTADORES NO ESTÁDIO, DE 2008 PARA 2009




Segundo os números da Liga Portuguesa de Futebol Profissional o número de adeptos no Estádio do Clube Desportivo das Aves tem decrescido significativamente nos últimos anos. Considerando apenas os jogos realizados para o campeonato, no ano que agora findou o Aves registou uma assistência média de 630 espectadores, menos 25% do que em 2008. Na temporada 2009/2010, até ao momento, a assistência média dos jogos do Aves em casa é de apenas 583 espectadores, menos 40% do que a média da temporada 2007/2008. O Estádio do Clube Desportivo das Aves está cada vez mais vazio.

Média da temporada 2007/2008 (toda): 818 espectadores
Média da temporada 2008/2009 (toda):  674 espectadores

Média da temporada 2009/2010, no momento: 583 espectadores
Média do ano 2008: 787 espectadores
Média do ano 2009: 630 espectadores

Jogos do Aves em casa, para o campeonato, no ano de 2009:

Época 2008/2009
14ª J: CD AVES x Gil Vicente: 857 espectadores
17ª J: CD AVES x Vizela: 777 espectadores
19ª J: CD AVES x Boavista: 812 espectadors
20ª J: CD AVES x Portimonense: 682 espectadores
22ª J: CD AVES x Oliveirense: 663 espectadores
24ª J: CD AVES x Beira-Mar: 484 espectadores
26ª J: CD AVES x Leiria: 646 espectadores
28ª J: CD AVES x Gondomar: 602 espectadores
30ª J: CD AVES x Estoril: 468 espectadores

 Época 2009/2010
 2ª J: CD AVES x Chaves: 600 espectadores
 4ª J: CD AVES x Penafiel: 896 espectadores
 6ª J: CD AVES x Gil Vicente: 602 espectadores
 7ª J: CD AVES x Fátima: 512 espectadores
 9ª J: CD AVES x Feirense: 424 espectadores
11ª J: CD AVES x Oliveirense: 379 espectadores
13ª J: CD AVES x Estoril: 672 espectadores

Ligações:

1 Comment:

  1. força avense said...
    bilhetes auxiliares mais baratos, quotas mais baratas, campanhas de sócio, festas do clube, eventos organizados pelo clube para atrair mais e firmar os já existentes. ideias que mesmo que interessem não conseguem ser postas em prática porque meia dúzia de individuos já trabalham que se fartam.

Post a Comment