segunda-feira, 3 de novembro de 2008

O Aves empatou em Oliveira de Azemeis, num jogo em que ambas as equipas estiveram perto do golo mas que não conseguiram concretizá-lo. A Oliveirense teve maior domínio da partida e o Aves só na segunda parte conseguiu equilibrar o jogo.

"Oliveirense e Desportivo das Aves terminaram com um empate sem golos, no Estádio Carlos Osório, na sétima jornada da Liga Vitalis, uma partida que fica marcada pelo desperdício de oportunidades de golo de ambas as equipas. A Oliveirense dominou a partida e teve mais ocasiões de golo, mas, paradoxalmente, a melhor oportunidade esteve nos pés de Robert, jogador do Desportivo das Aves." - RECORD

"Se dúvidas houvesse, os jogos que a Oliveirense tem feito são a prova de que jogar bem e dominar não chega para vencer, como ontem se voltou a verificar. A divisão dos pontos penaliza mais a equipa de Pedro Miguel que criou mais oportunidades, mas a finalização esteve desafinada." - OJOGO

"A primeira parte foi dominada pela equipa de Pedro Miguel que entrou bem no jogo. O facto de o Aves ter rematado pela primeira vez à baliza à passagem da meia hora é sintomático do domínio da Oliveirense. As primeiras ocasiões apareceram para o lado da Oliveirense com Carlitos e Zé Pedro a tentarem visar a baliza contrária. Na oportunidade protagonizada por José Pedro, o remate da meia distância do médio saiu muito perto do poste de Rui Faria. No primeiro lance de perigo do Desportivo das Aves, Robert passou por vários defesas da Oliveirense e na cara de Jorge Silva rematou ao lado, desperdiçando a melhor ocasião de todo o jogo." - RECORD

A Oliveirense dominou, embora com menos intensidade na segunda parte devido ao maior acerto do Aves. Só à passagem da meia hora os visitantes chegaram à baliza de Jorge Silva com um remate de Robert. Perto do final, mais duas oportunidades para a Oliveirense. Primeiro Jefferson não aproveitou um desentendimento entre Rui Faria e um colega, depois Hélder enviou a bola ao poste para desespero dos adeptos." - OJOGO

"Na segunda metade, o domínio da Oliveirense não foi tão flagrante. O Aves equilibrou, mas em termos ofensivos não chegou uma única vez à baliza de Jorge Silva. Obrigada a lutar contra o acerto defensivo do Aves, a equipa da Oliveirense apertou o cerco à baliza de Rui Faria, sobretudo nos instantes finais da partida. Aos 82', Jefferson falhou já dentro da área uma bela ocasião para a Oliveirense, após erro de Rui Faria, e já nos descontos, Hélder rematou à barra." - RECORD

DESP. AVES - Rui Faria, Henrique (Pedro Geraldo, 79'), Sérgio Carvalho, Sérgio Nunes, André Carvalho, Rui Miguel, Robert (Luciano, 74'), Sami, Gouveia, Ruben Lima, Romeu Ribeiro (Vinicius, 73').

Ligações:
RECORD - "Castigo ao desperdício"
OJOGO - "Jogar bem não chega"

3 Comments:

  1. Filipe Sampaio said...
    'tá tudo, Zé Miguel? Já cá estou! Sabes como é... "Cenas" de NET's!... 1 abraç'avense!...
    Zé Fernandes said...
    ainda bem que ja sabes mexer com a coisa! abraço!
    Juan Roman Riquelme said...
    Ricardo Nascimento e Zé Carlos dispensados na Trofa, que bom que era recebelos nas Aves...

Post a Comment